Blockchain: O que é e como funciona a tecnologia?

O que é Blockchain

O Blockchain pode ser entendido como um livro público de registro virtual. Esse livro serve para guardar em sequência transações de forma permanente e imodificável.

Tal mecanismo é necessário porque as informações ficam encadeadas de uma maneira linear, como se fosse uma peça encaixando na outra em sequência, sendo que só a peça de trás forma um par único com a seguinte, e assim por diante. Assim, todas as informações são dispostas de maneira única, não sendo possível uma alteração.

Essas peças são chamadas de blocos, a cada 10 minutos um bloco é formado englobando todas as transações feitas nesse período e encaixando em uma sequência única com o bloco antecessor. Dando o sentido ao nome: Blockchain (Corrente de blocos).

Cada bloco possui um hash, uma assinatura digital única, fazendo com o que o conteúdo do bloco atual e a assinatura do bloco anterior sejam criptografados. A assinatura é feita pelos mineradores, que recebem criptomoedas, como o Bitcoin, como pagamento.

O Blockchain deu origem ao sistema do bitcoin, o fundador de ambos foi Satoshi Nakamoto (não se sabe quem realmente ele é até hoje), em 2008, ao publicar um artigo chamado “Bitcoin: A Peer-to-Peer Electronic Cash System“. Em 2009 o código Blockchain foi disposto publicamente, começando, assim, a rede Bitcoin, que foi trabalhada e aperfeiçoada por outras pessoas.

Como funciona o Blockchain?

O Blockchain estabelece uma conexão ponto a ponto, que compartilha informação entre pares, ou seja, não existem uma entidade central intermediadora. Isso permite que em uma transação com bitcoin, e outras criptomoedas, não precise existir um banco para regularizá-la ou para garantia de sua segurança.

Ao invés de uma entidade central, uma série de pessoas, os “mineradores de Bitcoin“, dispõem seus computadores, cada um atuando como um nó de uma rede. Quando surge uma nova informação, ela é repassada a todos os nós, cada um tendo a sua cópia, sendo que essa informação não mostra qual pessoa a enviou, os mineradores podem somente validá-la.

O Blockchain usa um algoritmo de consenso, que faz com que nenhum dado inserido possa ser apagado e todas as novas inserções devem ser verificadas por todos.

Quais as vantagens? É seguro?

Esse sistema possui vantagens como eliminação de troca por intermediário e falta de confiança, supervisão que pode ser feita por qualquer um trazendo uma grande segurança, pois não há um lugar que um hacker possa invadir e modificar os dados, para fazer isso seria necessário que ele acessasse 51% dos computadores envolvidos na Blockchain, ou seja, milhares, algo praticamente impossível.

Além de uma segurança maior, como não existe intermediário, as taxas são menores, assim como a burocracia.

Blockchain é usado somente para Bitcoins e criptomoedas?

Não! Atualmente, o Blockchain é usado para diversos fins. Diversos segmentos da economia mundial já demonstraram interesse na tecnologia desenvolvida por Nakamoto. Para que você tenha uma ideia do potencial da tecnologia, vamos usar o exemplo da carga de soja que fora enviada dos Estados Unidos para a China tornando-se o primeiro carregamento agrícola que teve todas as suas etapas registradas em blockchain.

Empresas que já usam o Blockchain

Em estudos realizados em co-autoria pelo Banco Santander, o sistema Blockchain pôde eliminar até 20 bilhões de dólares de custos bancários, indicando que é possível usar Blockchain em mais de 25 operações bancárias.

Bancos pelo mundo, como Santander, Citibank, Goldman Sachs, BBVA, Westpac e Commonwealth Bank estão investindo em tecnologia Blockchain.

No Brasil, bancos brasileiros, como o Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, SICOOB, Banrisul e bem como o próprio Santander, se juntaram no projeto de um novo serviço digital baseado em Blockchain.

Neste novo sistema os bancos terão transações que ocorrerão 24 horas por dia, sem excluir fins semana, e o dinheiro cairá na hora. Não será preciso informar CPF, número do banco, agência e conta corrente para fazer transferências bancárias. Esse Sistema Financeiro Digital (SFD) atuará com um livro contábil público.

Uma pesquisa realizada pela Infosys Finacle mostrou que mais de 80% dos profissionais da área financeira esperam trabalhar com o Blockchain até 2020.

blockchain aperfeiçoado

O aperfeiçoamento da tecnologia feito pela Ethereum

‍A Ethereum, fundadora da segunda criptomoeda mais usadas nos dias de hoje, a partir da tecnologia Blockchain usado pela Bitcoin, criou um sistema de contratos inteligentes, que são contratos feitos em uma página online usados para firmar um acordo entre usuários, contendo todos os direitos, obrigações e especificações programadas pelas pessoas que o acordaram.

Eles são programas que são usados para autoexecutar as informações neles contidas. Como, por exemplo, programar para que em uma determinada data, uma quantia possa ser enviada automaticamente para uma pessoa.

Eles possuem diversas vantagens como a transparência, já que qualquer uma das partes pode acessá-lo facilmente, basta ter acesso a internet; imutabilidade, pois os contratos não poderão ser modificados, e praticidade, pois o contrato pode se autoexecutar.

Essa tecnologia está sendo estudada para diversas áreas, como, por exemplo, substituir os defasados cartórios atuais, contratos financeiros entre empresas e partes, integração universal de dados médicos, etc.

Resumindo, o sistema Blockchain é um dos maiores feitos do homem desde a internet, com um potencial tão expansivo e multidimensional é impossível não imaginar as possibilidades futuras desse sistema de descentralização poderoso.

Se quiser saber mais sobre o mundo das criptomoedas, nosso site têm muito mais conteúdo.

Comments (No)

Leave a Reply